Obra

Gaspar Gasparian - um fotógrafo

artistas: Vários
curador: Diógenes Moura
nº de obras: 139
local: Frida Kahlo, Gauguin e Rembrandt

Toda a arte de Gaspar Gasparian (1899-1966) poderá ser conferida no Museu Oscar Niemeyer (MON) a partir do dia 3 de setembro (sábado), ocasião na qual é inaugurada a exposição Gaspar Gasparian – um fotógrafo. O autor se tornou um dos grandes nomes da fotografia brasileira e se notabilizou por clicar em preto e branco. Ele nasceu, cresceu, viveu e morreu em São Paulo e, como poucos, captou com as suas lentes muitas das possibilidades da vida paulistana.

“Gaspar Gasparian foi um artista que conseguiu escrever com a luz e, entre um e outro segundo, captou, recortou e eternizou cenas que, não fosse pelo seu clicar, passariam despercebidas e se desmanchariam no ar”, afirma a diretora do Museu Oscar Niemeyer, Estela Sandrini.

A capacidade de eternizar o tique-taque cotidiano, a exemplo do que diz Estela, poderá ser visto pelo público nas 139 fotografias que estarão na Sala Guido Viaro, no MON.

“Gasparian atravessou décadas completamente imbuído do ato de ver aquilo que os outros veem dando forma a um outro mundo que também poderá vir a ser de ilusões, de poesia ou de transformações”, diz Diógenes Moura, curador dessa mostra, realizada em parceria com a Pinacoteca do Estado de São Paulo.