Obra

Memória e Momento - Salão Paranaense

curador: Ronald Simon
local: Sala 8

MON recebe exposição histórica sobre o Salão Paranaense

Uma coletânea valorosa da arte contemporânea produzida no Brasil nos últimos 70 anos e que compõe o acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) poderá ser contemplada a partir do dia 30 de setembro no Museu Oscar Niemeyer (MON). A exposição “Memória e Momento | Salão Paranaense ” faz uma retrospectiva do Salão Paranaense, desde sua criação em 1944 até hoje.  A mostra estará em exibição de 30 de setembro a 26 de novembro de 2017. 

“Essa é uma grande oportunidade de conhecer a origem e desenvolvimento de um dos mais importantes eventos de artes visuais do país por meio das obras de artistas consagrados que já passaram pelo Salão Paranaense. Uma exposição ao mesmo tempo histórica e artística, que nos conduz no caminho percorrido pela arte contemporânea nos últimos 70 anos”, comentou o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani.

A diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika, ressalta a importância de realizar esta mostra no museu. “O Museu Oscar Niemeyer saúda a seriedade e excelência do trabalho dos artistas e do Museu de Arte Contemporânea na realização do Salão Paranaense, entendendo que o público será o grande beneficiado com essa convergência de esforços em defesa das novas formas de expressão”.

Para a diretora do MAC-PR, Lenora Pedroso, o Salão Paranaense pode ser considerado um fio condutor da arte paranaense e brasileira. “Ao analisar a trajetória do salão é possível identificar as diferentes linguagens e expressões que foram surgindo em cada edição, e os desafios impostos pela arte contemporânea que exigem da instituição uma renovação permanente, adequando-se e repensando sobre as formas de expor, documentar e registrar a diversidade de obras que vem formar o seu acervo".

A diversidade de linguagens apresentada nessa edição do Salão Paranaense, com vídeos, instalações, fotografias, pinturas, desenhos e objetos, ao passo em que serve como guia para a compreensão dos rumos da produção artística nacional contemporânea, harmoniza e reforça a vocação do Museu Oscar Niemeyer, que também é a de salientar e incentivar nossos artistas mais ousados. 
 
O curador da mostra, Ronald Simon, explica que a história do Salão Paranaense e a do MAC-PR são intimamente ligadas. O museu foi criado em 1970 e absorveu grande parte das obras provenientes dos salões, adquiridas por meio do Prêmio Aquisição e doadas pelos artistas. “A mostra ‘Memória e Momento | Salão Paranaense’ é uma constatação de como o Salão Paranaense tem sido importante para a instituição do acervo do MAC/PR. Por meio dela podemos acompanhar as transformações da arte contemporânea brasileira a partir de obras provenientes do Salão”, comentou Simon.

Entre os artistas com obras na exposição estão nomes como Abraham Palatnik, Antonio Henrique Amaral, Antonio Manuel, Domicio Pedroso, Eliane Prolik, Fernando Velloso, Gilvan Samico, Ione Saldanha, Juliana Stein, João Osório Brzezinski, Osmar Chromiec, Regina Silveira, Tomie Ohtake, Tony Camargo, Ubi Bava e Yolanda Mohalyi.

O Salão
O Salão Paranaense foi criado em 1944 por iniciativa de um grupo de artistas e intelectuais que formavam a Sociedade de Amigos de Alfredo Andersen e passou a ser organizado anualmente pelo Departamento de Cultura da Secretaria de Educação e Cultura. Em 1970, quando estava em sua 27ª edição, o Salão teve a sua realização confiada ao recém-fundado Museu de Arte Contemporânea do Paraná, entidade que nascia com a dupla missão de recolher, abrigar e preservar o patrimônio artístico paranaense, assim como amparar, estimular e divulgar a criação artística contemporânea. 

Acervo documental
O acervo do Salão Paranaense no MAC-PR não se resume às obras adquiridas ou doadas, mas também abriga a documentação de todas as edições realizadas. Trata-se de um rico conjunto de materiais: textos, fotografias, catálogos, recortes de jornais, recibos, fichas de inscrição, diplomas, listas de presenças de visitantes, listas de artistas selecionados e recusados, atas de seleção e premiação, recibos de prêmios, uma variedade de documentos que constitui atualmente importante fonte de pesquisa para os estudiosos da arte paranaense e brasileira. 

Em 1995, com o apoio da Itaipu Binacional, o MAC-PR lançou o livro 50 Anos do Salão Paranaense de Belas Artes, coordenado pela professora e crítica de arte Maria José Justino, obra de referência em qualquer investigação sobre o evento. Os dados resultantes dos salões seguintes continuam sendo organizados pela equipe do Setor de Pesquisa e Documentação do museu, e preparados para uma nova publicação.

Serviço
Exposição "Memória e Momento | Salão Paranaense" 
Abertura: 30 de setembro, às 18 horas – entrada gratuita na hora da abertura
Até 26 de novembro de 2017
Sala 8
Visitação: terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$ 16 e R$ 8 (meia-entrada)
 
Dias e horários especiais
Toda quarta gratuita com programação especial: 10h às 18h
Primeira quinta do mês: horário estendido até as 20h, gratuito após as 18h.
Programação especial todos os domingos
 
Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999. Curitiba - PR
41 3350 4400
museuoscarniemeyer.org.br
Facebook e twitter: monmuseu
Instragram: museuoscarniemeyer

Powered by
Publish for Free

Antonio Henrique Amaral | Brasiliana III, 1968 | Óleo sobre chapa de madeira | 85 x 122 cm | Prêmio do 25º Salão Paranaense
Antonio Henrique Amaral | Brasiliana III, 1968 | Óleo sobre chapa de madeira | 85 x 122 cm | Prêmio do 25º Salão Paranaense
Estevão Machado | SLU, 2006 | Óleo sobre tela | 300 x 150 cm
Estevão Machado | SLU, 2006 | Óleo sobre tela | 300 x 150 cm
Daniel Katz | Portrait de Dos, 1998 | Fotografia | 68 x 68 cm | Prêmio do 55º Salão Paranaense
Daniel Katz | Portrait de Dos, 1998 | Fotografia | 68 x 68 cm | Prêmio do 55º Salão Paranaense