20.10.2020

MON reabre, mas mantém sua programação online

Depois de sete meses fechado, o Museu Oscar Niemeyer (MON) reabriu ao público na última sexta-feira (16), seguindo orientações de segurança determinadas pela Secretaria Estadual de Saúde. A programação virtual do #monemcasa, entretanto, continua acontecendo por meio de oficinas, mediações, quizzes e lives


A artista paranaense Efigênia Rolim será o tema da próxima oficina artística e de uma mediação online. Conhecida como “rainha do papel de bala”, a artista também é poeta e contadora de histórias. A inspiração para suas obras parte do material reciclado: são bonecos, brinquedos, instrumentos musicais e peças de vestuário.


Uma oficina inspirada em sua obra – e que terá como proposta a confecção de bonecos com material reciclado – estará nas redes sociais do Museu a partir do dia 28 de outubro. 


Para saber um pouco mais sobre a história de Efigênia Rolim, seu processo criativo e suas obras que estão no acervo do MON, haverá uma mediação online, disponível a partir do dia 21. 

 

Séries de mediações

 

Neste mês de outubro, o Museu Oscar Niemeyer (MON) inicia duas novas séries de mediações online. Uma delas apresenta obras que estão na parte externa do Museu, enquanto a outra aborda gravuras do acervo. As respectivas postagens nas redes sociais da instituição são sempre às segundas e sextas-feiras.


As mediações de obras externas tiveram início com “Não Pare de Olhar”, que faz parte da série “Não Pare Sobre os Olhos”, realizada por Eliane Prolik, entre 2003 e 2004. Apropriando-se de placas de sinalização urbana, a artista traz à reflexão diversos temas pertinentes à civilização, como liberdade, condicionamento, automatismo, alienação, informação e comunicação.


“Não Pare de Olhar”, em específico, é um convite para que se leia, mas que, ao fazê-lo, “não pare sobre os olhos”, ou seja, perceba-se o que está além do visível. A artista Eliane Prolik, nascida em Curitiba, em 1960, é graduada em Pintura, com especialização em História da Arte do Século XX pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, a EMBAP.


A série #gravurasnomon teve início com uma xilogravura da artista Irene Rolek. Nessa xilogravura, a artista traz a figura de trabalhadores garimpeiros, sobrepondo cores e traços que proporcionam textura à obra.


Paranaense de Mallet, Irene Rolek (1931-2008) foi aluna de Guido Viaro no curso livre da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Além de gravuras, a artista produziu pinturas e aquarelas. A artista participou de várias exposições coletivas no exterior, particularmente na França, e também no Salão Paranaense.

 

MON de portas abertas

 

Entre as várias medidas adotadas pelo MON para a volta de visitas presenciais está o limite do número de pessoas nas salas expositivas e em todo o Museu, para garantir o distanciamento seguro. O material impresso, como guias e folders, foi substituído por versões digitais, disponíveis por QR codes. A lista completa das ações pode ser conferida aqui.

 

Serviço


Hotsite: museuoscarniemeyer.org.br/mon/monemcasa/

Facebook e Instagram: @museuoscarniemeyer

YouTube: https://bit.ly/MONnoYoutube

Google Arts & Culture: http://bit.ly/MONGoogleArtsAndCulture

 

Museu Oscar Niemeyer (MON)

Rua Marechal Hermes, 999

Curitiba – Paraná

 

Visitação: terça a domingo, das 10h às 18h

R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)

Quartas gratuitas (oferecimento do Governo do Estado do Paraná)