01.04.2022

MON promove palestra com o curador Rubens Fernandes Junior

O Museu Oscar Niemeyer (MON) irá realizar uma palestra com Rubens Fernandes Junior, curador da mostra “O Labirinto da Luz”, do fotógrafo Orlando Azevedo. O evento acontecerá no auditório Poty Lazzarotto do Museu, no dia 7 de abril, às 19h. Para participar não é necessário realizar inscrição.

Rubens Fernandes Junior é diretor e professor titular de Comunicação da Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP), pesquisador,  curador e participante de júri dos maiores concursos de fotografia do Brasil. Recebeu o Prêmio Mérito Cultural na Fotografia, da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil, em 2020; o Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, em 2014; prêmios de melhor exposição/curadoria pela Associação Paulista de Críticos de Arte pelas exposições “A(s)simetrias”, fotografias de Geraldo de Barros, Galeria Brito Cimino, São Paulo, 2006; e Mario Cravo Neto Fotografias, no Museu de Arte de São Paulo, 1995.

Tem diversos livros publicados, como “Papéis Efêmeros da Fotografia” (2015) e “Geraldo de Barros – Fotoformas e Sobras” (2006). Foi curador de várias exposições, entre elas, “Um Olhar Moderno, São Paulo”, de Theodor Preising, Unibes, São Paulo (2021), e “O que os Olhos Alcançam”, fotografias de Cristiano Mascaro, Sesc Pinheiros, São Paulo (2019).
 
É graduado em Comunicação Social, bacharel em Jornalismo pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP, 1976) e em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI, 1976). Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC, 2002). 
 
Labirinto da Luz 
A exposição reúne 237 imagens e celebra os 50 anos de fotografia de Orlando Azevedo. A mostra pode ser vista pelo público na Sala 1 do MON. Nela, o curador Rubens Fernandes Junior criou um labirinto dividido em núcleos referentes a algumas das vertentes criativas do fotógrafo. São eles: “Ruínas”; “Religiosidade”; “Índia”; “Cósmica”; “Retratos”; “Marinhas”; “Corpo e Movimento”; “Paisagem”; “Festas e Populares”; “iPhone”; “Surreal” e “Voo”.
 
Orlando Azevedo possui obras em diversos acervos do Brasil e de outros países, como no International Center of Photography, em Nova York; Centre Georges Pompidou e Museu Francês de Fotografia, em Paris; Museu de Arte de São Paulo (MASP); Museu de Arte Moderna de São Paulo; Instituto Cultural Itaú; Museu de Fotografia Cidade de Curitiba; Empresa Portuguesa das Águas Livres/Lisboa; Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro; Museu Afro Brasileiro, em São Paulo; Fototeca de Cuba, em Havana, além do próprio Museu Oscar Niemeyer (MON), e também várias e importantes coleções privadas nacionais e internacionais.
 
No total, Orlando tem 12 livros publicados. Entre eles estão: “Mestiço – Retrato do Brasil” (2019); “Augusto Weiss 1890/1990” (2017) e “Rio Grande/RS” (2014).
 
 
SOBRE O MON
O Museu Oscar Niemeyer (MON) é patrimônio estatal vinculado à Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além de grandiosas coleções asiáticas e africanas. No total, o acervo conta com mais de 14 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina. Os principais patrocinadores da instituição, empresas que acreditam no papel transformador da arte e da cultura, são: Copel, Sanepar, Grupo Volvo América Latina, Vivo, Grupo Focus e Moinho Anaconda.
 
Serviço
Palestra com o curador Rubens Fernandes Junior
7 de abril, às 19h
Auditório Poty Lazzarotto no MON
 
Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999
www.museuoscarniemeyer.org.br