25.10.2022

Museu Oscar Niemeyer comemora 20 anos e lança ação especial de aniversário

O Museu Oscar Niemeyer (MON) lançou na manhã desta terça-feira (25/10), o projeto “Terzo Paradiso”, que resultará numa instalação coletiva de artistas a ser exibida no gramado externo do Museu. 

“Para fazer parte das comemorações de 20 anos do MON, buscamos uma ação que mostrasse união, reencontro e celebração, especialmente após o difícil período de pandemia que todos atravessamos”, explicou a diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika. “Será uma grande manifestação de paz e sustentabilidade, por meio da arte”, disse.

A superintendente geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira, comentou que os artistas fazem parte dos 20 anos do MON. “É uma emoção realizar um projeto como este, com mãos unidas e espírito coletivo numa ação com muito simbolismo”, afirmou. Também participaram da cerimônia o curador Marc Pottier e a produtora Consuelo Cornelsen.

“Terzo Paradiso” é um movimento mundial, já desenvolvido em diversos países do mundo e que ocorrerá pela primeira vez na América do Sul, em 2022, como parte das comemorações dos 20 anos do MON.

O movimento foi idealizado pelo artista italiano Michelangelo Pistoletto, ícone da “arte povera”, que participou do evento por teleconferência. Ele apresentou a proposta aos artistas convidados a participarem de uma instalação coletiva, a ser inaugurada no dia 1 de dezembro, na área externa do Museu, onde ficará por dois meses.

Terzo Paradiso no MON –
O Terceiro Paraíso é um símbolo concebido por Michelangelo Pistoletto para difundir uma mensagem de renascimento e de partilha no mundo, por meio da promoção de atividades artísticas orientadas para alcançar efeitos tangíveis com impacto social nos lugares onde é realizado.

A instalação será inaugurada no gramado do MON, ao lado do Olho, no dia 1/12. Cada artista convidado recebeu três telas, onde poderá pintar, escrever ou modelar, expressando a sua reflexão sobre a relação entre o artifício (arte) e a natureza, o que levaria a um equilíbrio entre o homem e seu ambiente. Cada artista produzirá também um pequeno texto, que irá contar suas motivações e o processo criativo de sua obra.

Irão participar do projeto os artistas: Abrão Assad, Alberth Diego Murta, Alejandro Magnere e Carolina Corção, Alexandre Ruiz, Aline Volpato, Ana Penso, André Mendes, André Nacli, Eduardo Bragança, Fernanda Castro, Fernando C. de Lacerda e Pedro Amin, Fernando Canalli, Fernando Velloso, Flávia Itiberê, Maurício Noronha e Rodrigo Brenner, Geraldo Zamproni, Guita Soifer, Henrique Hellström, Hugo Mendes, José Antonio de Lima. Juliana Fuganti. Laura Miranda, Leandro Garcia, Leonardo Franco, Leonardo Sokolovicz, Lívia Fontana, Lucas Machado, Mano Penalva, Marcelo Stefanovicz, Max Kampa, Mazé Mendes, Pedro Sunyé, Rafael Silveira, Rimon Guimarães, Rogerio Ghomes, Tatiana Stropp, Tom Lisboa, Toni Graton, Tony Camargo, Vilma Slomp, Verônica Filipak e Washington Silvera, entre outros.

Calendário 20 anos –
Além do “Terzo Paradiso”, várias outras ações serão realizadas ainda neste ano, em comemoração ao aniversário do MON. São elas:
26/10 – Abertura da exposição “Poty, entre dois mundos”
27/10 – Abertura da exposição “Afinidades II – Elas!” Exposição de instalações de 10 artistas brasileiras contemporâneas. 
1/12 – Comemoração do aniversário do MON, com a instalação da obra Terzo-Paradiso, entre outras atrações 
7/12 – Abertura da exposição do escultor espanhol Jaume Plensa que, entre outros trabalhos icônicos, é o criador da Fonte Crown, no Millennium Park de Chicago
Dezembro - Projeto “Museu Fora das Paredes”, no parque do MON
Ainda em dezembro – Lançamento de 3 novos catálogos de exposições recentes do MON: Ascânio MMM, Orlando Azevedo e Rodrigo Andrade
Lançamento, também em dezembro, do catálogo do acervo do MON.

SOBRE O MON
O Museu Oscar Niemeyer (MON) é patrimônio estatal vinculado à Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além de grandiosas coleções asiática e africana. No total, o acervo conta com aproximadamente 14 mil obras de arte, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.